Acessórios para aquários

Acessórios para aquários

Há vários acessórios necessários para quando se tem aquários em casa. Alguns ficam directamente montados no próprio aquário, outros apenas são utilizados em caso de necessidade. De qualquer das formas é necessário conhecer e ter todos para que possamos cuidar na perfeição dos nossos aquários.

O que vamos fazer na continuação é falar um pouco sobre esses mesmos acessórios para que saibas do que necessitas realmente. Falaremos da utilidade de cada um (e poderão nem ser exactamente acessórios, mas serem acessório ao aquário) para que possas procurar o melhor para o aquário.

Aquecedores

As lâmpadas dos aquários não são a única forma de aquecer a água. Através de um aquecedor eléctrico de imersão também é possível regular a temperatura do aquário. Juntamente com um termostato, é possível criar o ambiente perfeito para todas as espécies de peixes que existam no aquário.

É importante que esta peça seja de boa qualidade, pois como qualquer material este deteriora-se consoante o seu uso, e um aquecedor avariado pode provocar a morte de todos os peixes.

Termómetros

Muitos abdicam deste acessório já que o próprio aquecedor traz um termostato. No entanto em caso de avaria, ou mesmo para verificar o bom funcionamento do aquecedor e do respectivo termostato, é importante de vez em quando verificar a temperatura real da água. Desta forma garantimos que tudo está a funcionar em condições.

Plantas

Não são exactamente acessórios, mas o seu lado prático ajuda-nos bastante. Todo o tipo de vegetação aquática permitirá uma melhor oxigenação da água, pelo que é importante ter algumas plantas. Essa importância é ainda mais reforçada quando é um aquário com muitos peixes.

As plantas transformam o gás carbónico dos peixes e transforma isso em oxigénio, tudo isto através da fotossíntese, com a ajuda dos raios de luz. A luz natural é a mais apropriada, mas é possível forçar artificialmente a fotossíntese através de lâmpadas.

Em caso da água tornar-se demasiado esverdeada, é sinal de luz a mais absorvida pelas plantas, pelo que atenção também ao excesso de luz.

As plantas dividem-se em duas categorias muito específicas: flutuantes e submersas. Enquanto no lado prático fazem o mesmo, muda apenas o lado estético.

Filtros

No caso dos aquários, os filtros servem para filtrar todas as impurezas que possam existir na água. À falta de filtros, a água ficará suja muito rapidamente, principalmente em aquários com muitos peixes. Para além disso, os filtros também fornecem oxigénio.

Entre os diferentes filtros existentes, os mais populares são aqueles que trabalham através de um compressor de ar que permite influenciar a circulação da água.

Redes

Normalmente este é um acessório que ninguém se esquece. Como não dá jeito nenhum transportar peixes com as mãos (nem lhes ia fazer nada bem), é importante ter uma rede para os transportar de aquário em aquário.

Devido a uma ida ao veterinário, para passá-los para outro aquário, ou por qualquer outro motivo em que seja necessário remover um ou mais peixes de um aquário, é importante que tudo seja feito através de uma rede, que inclusive são feitas para facilitar esta tarefa.

Raspadores e pinças

Estas servem essencialmente para tanto para plantar como para remover plantas do aquário. Enquanto os raspadores servem apenas para isso mesmo, raspar as plantas, as pinças permitem acções mais delicadas desde da colocação destas como também à remoção mas de uma forma mais cuidadosa.

Sifões

Os sifões são um excelente complemento para remover as impurezas que os filtros não conseguem. Com eles podemos chegar ao fundo do aquário e manualmente remover quaisquer impurezas alojadas entre as pedras e outras superfícies relativamente planas.

O funcionamento é exactamente como funciona uma palhinha numa bebida, explicando de uma forma bastante simples. Tapando a extremidade superior do sifão com o dedo, levamos este até ao fundo do aquário. Isto criará uma espécie de vaso dentro do tubo.

Alcançando o fundo do aquário, tiramos o dedo e veremos a água e uma serie de impurezas a serem puxadas para dentro do sifão. Depois dependendo do modelo do sifão, a água pode ir parar a um balde (sendo que esta sai por outra extremidade) ou para dentro de um depósito (no caso dos eléctricos).

Com esta medida estaremos também a remover a água do aquário, já que para além das impurezas, a água estará constante a ser absorvida. Esta é também uma boa forma de mudar um pouco da água do aquário, já que não deve ser trocada na totalidade. Com o próprio uso do sifão, no máximo pode-se remover 30% da água.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Peixes:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook