Peixe-leão

Peixe-leão

Descrição

O peixe-leão (também conhecido como peixe-dragão, peixe-pedra ou mais popularmente peixe-escorpião) é um peixe marinho venenoso mas ainda assim bastante popular entre os amantes dos aquários de água salgada e de peixes com um aspecto exótico.

A maioria das pessoas mesmo não conhecendo o nome e mesmo não sabendo nada sobre a aquariofilia certamente que reconhecem o peixe, visto que inclusive já foi utilizado em muitos filmes como peixe de aquário.

Estes peixes são grandes predadores do seu habitat, e no aquário farão o mesmo. Através dos espinhos que possuem encurralam as presas e depois engolem-na num só movimento. Tanto o seu padrão com estes espinhos são bastante atraentes.

Podem atingir os 15 anos e pesar 200 gramas no máximo. São animais nocturnos, pelo que raramente os veremos de dia ou com uma grande claridade, a não se que simulemos o aquário para esse efeito.

Alguns dos espinhos do peixe-leão dispõem de glândulas que produzem veneno, um complemento às armas deste predador. A verdade é que este peixe não é nada recomendado para principiantes, e mesmo para quem é experiente ele dá muito trabalho a cuidar, pois é necessário tomar muitos detalhes em conta para que tudo corra bem.

Aquário

A verdade é que, e complementando aquilo que indicámos no parágrafo anterior), o peixe-leão não é uma espécie que tenha de ter um aquário muito específico. A maioria das precauções tem a ver com facto de não poderem ser misturados com peixes pequenos (qualquer peixe que tenha até 5 cm é comido), e deve-se ter cuidado para nós próprios não sermos picados.

Pode também acontecer dispormos de algum exemplar mais agressivo e este atacar outros peixes, especialmente quando estão presentes num aquário comunitário. Claro que colocando o peixe-leão num aquário apenas para si, as coisas tornam muito mais simples.

Para que o aquário tenha as características necessárias, este deve ter uma temperatura que ronde os 24 a 28ºC, um pH que ronde os 8.1 aos 8.4 e ainda um nível de salinidade de 35%. Desta forma eles conseguirão viver saudavelmente.

Dieta

A grande preferência dos peixe-leão são peixes pequenos (vivos ainda), mas as versões em cativeiro podem ser habituadas a comê-los congelados e inclusive ração (mais difícil, mas possível se vier assim habituado já da loja de animais). Se o misturares com peixes pequenos, estes farão parte da sua dieta.

Reprodução

Para que a reprodução aconteça, o macho irá durante a noite fazer a sua pequena dança de acasalamento, para convencer a fêmea. Caso seja bem-sucedido, sobressaem uns tubos da fêmea que absorverão parte da água salgada e surgiram os ovos dentro desses tubos que se transformarão em pequenas bolas.

O macho terá como tarefa libertar o seu esperma dentro destas “bolas” para que fertilize os ovos. Depois disto tudo é muito rápido. Em menos de um dia as crias já começam a ganhar forma dentro das bolas, e com pouco menos de 2 dias já surgem os alevins.

Rapidamente é também o desenvolvimento dos alevins, que 2 dias depois do surgimento dos alevins estes já estarão prontos para se alimentarem como se fossem peixes pequenos.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Peixes:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook