Peixe-palhaço

Peixe-palhaço

Descrição

O peixe-palhaço, ou Amphiprion ocellaris, um peixe que normalmente vive de volta de corais de recifes. Eles vivem normalmente juntamente com anémonas, a quem criam uma imunidade às suas picadas. Após 30 minutos, tornam-se inumes ao seu veneno.

Normalmente vive em cardumes, sendo que a maior quantidade de familiares são fêmeas. Tem uma esperança média de vida entre os 6 e os 10 anos.

O padrão dos peixes-palhaços é a característica de maior destaque, um pouco como acontece com a grande maioria dos peixes tropicais com as suas cores bastante atractivas. A fama do peixe-palhaço disparou devido à serie de animação “À procura de Nemo”.

Cor de laranja com riscas brancas é o padrão mais habitual. Mas existem exemplares bem mais escuros que à medida que o tempo passa vão ganhando mais adeptos, apesar de serem relativamente raros.

Aquário

O peixe-palhaço é um peixe tropical cujo habitat é a água salgada. Como qualquer peixe de água salgada, não é um bom peixe para quem é novato na criação de peixes de aquário, já que criar e gerir um aquário com estas características não é exactamente fácil para quem é inexperiente nesta matéria.

Contudo, comparando com a maioria dos peixes de água salgada, é provavelmente das espécies mais fáceis de criar. É um peixe bastante calmo e muito pouco assustadiço, apesar dos pequenos tamanhos que pode assumir.

Em relação ao aquário em si, este deve assumir uma temperatura que ronda os 22 e os 26ºC, um pH que ronda os 8.1 e os 8.4, uma dureza que ronda os 8 e os 12 dKH e um volume de salinidade que ronde os 1,020 e os 1,025.

Dieta

Existe uma ligeira diferença entre a alimentação quando dentro do seu habitat natural e em cativeiro. No seu habitat natural a sua alimentação passa por pequenos crustáceos, larvas de tunicados e algas.

No caso dos peixes-palhaço em cativeiro qualquer tipo de ração adaptada para peixes ornamentais e patés com base de peixe são mais do que suficientes. A alimentação deve ser feita 3 vezes por dia em espaços de 4 horas por cada refeição.

Uma alimentação controlada com os parâmetros que detalhámos permitirá uma desova relativamente regular.

Reprodução

Os peixes-palhaço dispõem de algumas características sexuais hermafroditas, pelo que podem passar facilmente de machos para fêmeas quando necessário. A criação em cativeiro é perfeitamente possível conseguindo as condições necessárias.

Toda a reprodução dos peixes-palhaços se resolve em torno da agressividade. Alguns exemplos é o facto das fêmeas serem quem lideram o grupo, que anteriormente eram de facto machos que inibiam os outros machos de procriarem com as fêmeas existentes. No caso da criação em cativeiro, procura-se impedir esta agressividade, separando as fêmeas dos machos após a fecundação.

Após a desova, os ovos devem permanecer no espaço escolhido durante 5 dias juntamente com os pais. Durante o 7º ou 8º dia, os ovos chocam e assim nascem os filhotes de peixe-palhaço.

Durante os primeiros dias a alimentação das crias deve ser bastante específica e adequada para crias de peixes de água salgada. A loja de animais mais próxima ou mesmo um veterinário saberá na perfeição a dieta perfeita perante a espécie de peixe que se trata e comparando com as condições do aquário de maternidade (caso aplicável), sendo normalmente utilizada ração de desmame.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Peixes:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook