Plantas e algas de aquário

Plantas de aquário

As plantas e algas são mais do que simples elementos ornamentais (muito bons nesse sentido, diga-se de passagem). Para além de oxigenarem a água, também dispõem de muitas outras funções importantes na vida dos nossos peixes de aquário.

Estas permitem simular um pouco o habitat natural destes peixes, permitem criar esconderijos para peixes mais tímidos, disponibilizar uma base para as fêmeas colocarem os seus ovos… e muito mais.

Mas claro que não basta ir a uma loja comprar plantas/algas e já está. Existindo uma enorme variedade, é importante saber escolher quais as melhores para as espécies de peixes que vivem no aquário. Na continuação vamos descriminar alguns tipos.

Tipos de plantas

Rasteiras

Estas, como o nome indicam, ficam-se pelo solo e inclusive não é costume ganharem altura à medida que se desenvolvem. Caso cresçam demasiado, o ideal será mesmo trocá-las pois estas não podem interferir com a visibilidade do aquário.

Este tipo de plantas alastram-se na horizontal, criando uma espécie de manto vegetal, bom também para esconderijos de peixes de fundo. Decorativamente conseguem esconder espaços abertos.

A Musgo de Java e Vesicularia dubyana são dois dos tipos mais populares com estas características.

Altas

Estas para além das características comuns das plantas, têm como função o mesmo que o papel de parede em certa medida: decorar um ou mais dos lados, juntando-se assim aos vidros. A amazonense é um excelente exemplo deste tipo de lantas.

Flutuantes

Estas plantas alojam-se no topo do aquário e permitem criar sombras, algo que agrada aos peixes mais sensíveis à luz. A Riccia fluitans é das mais populares com estas características.

Mas atenção que por norma este tipo de plantas cresce rapidamente. Existem peixes que se alimentam deste tipo de plantas, como é o caso do peixe-dourado, que permite que o crescimento não seja tão rápido.

Iluminação

Outro detalhe a ter em conta quando se dispõe de plantas no aquário é a iluminação, que afectará directamente o crescimento e o impacto que elas têm no aquário.

A iluminação por norma deve ser feita a simular o sol, no sentido em que não está ligada 24h por dia. A própria intensidade e cor irá afectar directamente as plantas, que por sua vez irão afectar directamente os peixes.

Se as plantas estiverem a absorver demasiada luz, a água irá se sujar mais rapidamente, ganhando tons esverdeados o que não é bom para os peixes. Se pelo contrário, fornecermos demasiado pouca iluminação, então elas não irão oxigenar suficientemente a água.

Fertilizantes

Existem fertilizante que ajudam a potenciar o crescimento e o próprio efeito das plantas no nosso aquário. Estes são especialmente úteis caso tenhamos plantas que queremos que cresçam rapidamente mas que não estão a conseguir fazê-lo naturalmente.

À parte dos fertilizantes, existem suplementos que podem ser aplicados para corrigir algum tipo de deficiência na água que não forneça algum elemento necessário para o desenvolvimento da planta. Isto é especialmente útil se as plantas que colocamos tendem a morrer.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Peixes:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook