Tanictis

Tanictis

Descrição

O Tanictis, ou Tanichthys albonubes é uma espécie de peixe chinesa relativamente popular nos aquários de água doce. Apesar do seu tamanho reduzido (podendo atingir até aos 5 cm de comprimento apenas), é sempre um gosto vê-lo no nosso aquário.

Na verdade a sua popularidade também é devido ao facto de serem bastante fáceis de cuidar. Isto porque são peixes muito resistentes, não necessita de grandes temperaturas, não é esquisito com o que come e sendo pacífico, também se dá bem com outras espécies.

É a sua cor prateada misturada com outros tons e a sua forma de nadar que o torna um peixe igualmente elegante para se ter no aquário, mesmo com o seu reduzido tamanho. Quando mais brilhante for, mais novo será o peixe.

Aquário

Para que o Tanictis viva bem no aquário, este deve ter uma temperatura que ronde os 16 a 22ºC, um pH entre os 6.8 e os 7.0 e um dH que ronde os 10. Se possível, uma iluminação de 10 horas por dia é quanto bastará.

Apesar destes detalhes e devido à sua resistência, é possível ir um pouco além desses valores e ainda assim dispor de Tanictis saudáveis. Como é um peixe muito pacifico, é excelente para o colocar em aquários comunitários.

Dieta

Para além da ração que todos os peixes gostam, esta espécie também pode comer alimentos vivos como insectos. O facto de ser um peixe que raramente rejeita aquilo que lhe damos, permite-nos administrar uma alimentação muito variada.

Reprodução

Para os novatos temos uma boa notícia: os Tanictis reproduzem-se facilmente, sem grandes esforços. Basta prepararmos um aquário de maternidade com as condições que detalharemos de seguida e estará tudo pronto.

Um aquário pequeno, de 20 litros, será suficiente. Colocamos dentro deste folhas secas que irão decompor-se e acidificarão a água e colocamos uma serie de machos e fêmeas desse aquário. O normal é cinco de cada, no entanto quanto maior for o aquário de maternidade, mais podemos colocar.

Se tudo correr bem e a água do aquário estiver com a acidez necessária, os machos iniciarão a dita dança de acasalamento. Toda esta actividade poderá durar um dia inteiro, pelo que terás de esperar um pouco (não tens propriamente de ficar a observar, claro).

Se tudo correr bem, as fêmeas desovaram no máximo até 100 ovos e 48 horas depois nascem os alevins. Nesta altura devemos remover todos os Tanictis presentes e apenas ficarão os filhotes. Durante alguns dias cuidaremos deles neste aquário, dando-lhes misturas caseiras ou ração própria.

Caso queiras dar a dita mistura, algo à base de gema de ovo cozido e leite em pó aplica em pequenas quantidades farinhadas é suficiente. Quando achares que estão grandes o suficiente para não serem comidos, poderás colocar os novos inquilinos no aquário comunitário.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Peixes:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook