Tetra-néon

Tetra-néon

Descrição

Desde que o Tetra-néon (Paracheirodon innesi) começou a ser comercializado, há pouco menos de 100 anos atrás, ele foi sempre bastante procurado para quem gosta de ter peixes no aquário. É que o aspecto físico brilhante e colorido dos néon faz com que seja bastante atractivo.

Apesar de ser dos peixes tetra mais calmos, não deixa de ser bastante activo nos aquário. Prefere a vida em cardume, pelo que o ideal é colocar mais do que um exemplar. É uma boa espécie para aquários comunitários, mas sempre que todos os peixes que vivem lá são da mesma espécie ou pelo menos do mesmo tamanho sensivelmente pois tal como são atraente para nós, também o são como refeição para peixes maiores.

O número de néons ideais num aquário é de pelo menos 6. Desta forma veremos o pequeno cardume a passear pelo aquário e a exibir as suas cores. Muitas vezes o Tetra-néon é confundido com um dos seus parentes, o Tetra Cardinal, para além de algumas diferenças subtis, o Tetra Cardinal é muito mais difícil de cuidar comparando com o néon.

Esta espécie pode ser encontrada especificamente na América do Sul. Mais concretamente no Pantanal, rio Taquari (Brasil) e rio Paraguai. Para distinguir na perfeição um Tetra-néon, basta observar um peixe pequeno e delgado com um padrão vermelho e azul néon no seu corpo.

Dizemos que esta é uma espécie relativamente pequena pois não costuma ultrapassar os 4 cm de tamanho.

Aquário

Apesar de serem fáceis de cuidar, muitos donos de peixes novatos têm alguma dificuldade de início a achar a harmonia perfeição entre os néon, o aquário e quem vive neste. Mas as coisas são bem mais simples do que possam parecer, pois são poucas as regras que se tem de obedecer.

Como já dissemos, um peixe de cardume não pode viver sozinho num aquário. No mínimo 6 néons devem existir no aquário. O aquário também deve dispor de uma boa filtragem, com água mole e relativamente ácida. A existência de plantas e um substrato relativamente escuro são também detalhes a ter em conta.

Também já dissemos que é um bom peixe para se ter em aquários comunitários, no entanto não devem ser misturados com peixes maiores que eles, senão acabaremos por um dia (não muito longínquo) ver os nossos néons a serem comidos.

Para conseguir tirar o máximo de partido desta espécie de peixes é através de um aquário mais escuro, em que não haja muita iluminação e o próprio fundo seja escuro. Desta forma as cores exóticas e brilhantes do Tetra-néon serão facilmente realçadas.

Dentro de um aquário com um mínimo de 20 litros deve dispor de água com temperaturas entre os 21 e os 26ºC. A água deve ser ácida, com um pH que varie entre os 5 e os 6. Quanto mais brilhante for a área azul desta espécie, mais ácida deve ser. A água deve ser mole, entre 1 a 2 dGH.

A verdade é que com a acidez necessária para ter néon faz com que seja difícil misturá-los com muitas espécies populares de peixes (mas não todas).

Dieta

Esta espécie omnívora não é nada esquisita no que come. Tudo o que for pequeno o suficiente para ingerir ele ingere, desde ração para peixes, insectos, comida em flocos… seja o que for, desde que caiba na boca. Lembra-te é que deve ser suficiente para manter os Néon saudáveis.

Reprodução

Se para viver nos aquários devem obedecer a diversas características específicas, no caso da reprodução da espécie essas características ainda são mais estritas. As características da água são exactamente as mesmas, mas há outras condições especiais que se devem reunir.

A verdade é que reproduzir Tetra-néons em cativeiro não é nada fácil, pois para além de todas as características que já conhecemos, a iluminação deve ser baixa o suficiente para que a fêmea coloque os ovos (até 130!) e que estes não sejam afectados pela luz.

Mesmo com todas as condições reunidas, nem sempre os casais de néon são compatíveis, pelo que ainda assim pode acontecer não haver qualquer tipo de reprodução. É difícil conseguir a combinação certa juntamente com o ambiente ideal, mas com diversas tentativas há-de se conseguir.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Peixes:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook